Essências

Onde pulsa a Vida existe Momentos Únicos e Você como pessoa pode mudar para melhor,sempre.

Textos

...E tudo começou num sótão com sementes germinadas de arroz.

As Sementes de Arroz que germinaram no sótão de um rancho em um sítio esquecido, em uma estrada esquecida,
Entre morros verdejantes e de água abundante, a mais de cem anos atrás. trouxeram ao Presente uma Família de Agricultores.

Todos criados na lida do campo, da roça e dos arrozais. Na criação de galinhas, dos porcos e do gado.
Das plantações no alto dos morros e nos arrozais alagados dos baixios.

Os milharais, os abacaxis, os arrozais, a batata doce, o aipim, o cará. As sopas, os cozidos e a sobremesa de leite fresco.
A farinha e o lombo de porco defumado, E as caças, frutos de um tempo.

Na beira da noite em que a sombra das árvores anunciava a sombra da noite, sentados na varanda, olhávamos o findar de mais um dia.
Sentíamos-nos realizados e agradecidos. A conversa levava até altas horas, comentávamos as curiosidades do dia, os acidentes de percurso, as soluções encontradas, o tamanho das verduras, das frutas e seu sabor. Pensávamos no novo dia que viria e em nova labuta.

Com a pela queimada e o corpo cansado, deitávamos-nos em colchões de palha e apagávamos o lampião.
Ajoelhávamos-nos ao pé da cama e aos pés do Senhor e pedíamos para  que abençoasse nossa família, em saúde e em vitórias.

E o tempo passou... Nossos calos se desfizeram ao Tempo. O sítio ficou em nossas lembranças
Assim como nossos avós, alguns tios e alguns vizinhos.

Hoje nos encontros das famílias. Em aniversários, batizados e casamentos.
Tudo corre normal até o momento em que Alguém lembra das prosas do sítio.
Vira alvoroço. Um tem uma lembrança mais linda, mais engraçada, mais triste, mais cheia de vida, do que o outro.
E em certos momentos todos baixam o olhar e um silêncio prolongado se faz presente. Coisas do passado.


Hoje as nossas Sementes é o nosso trabalho longe daquele Sítio que ficou encravado em nossos corações.
Hoje o trabalho nem sempre é dividido entre nós e nossos filhos, como era antigamente.
Cada qual no seu tempo. E na sua realidade. E nos seus sonhos. Os tempos mudaram.

Vivemos com mais posses, divertimentos, saúde, educação, comunicação. Adquirimos mais Direitos no papel, na realidade, nem tanto.
E o que vemos nos noticiários no faz voltar ao passado. Era difícil, mas a vida era mais intensa, o dia era mais valorizado, as amizades mais confiáveis, a prosa interminável e os homens mais respeitados e, o Amor era para sempre.


E dizer que tudo começou, em simples Sementes de Arroz Germinadas em um sótão de um Sítio, lá no Passado.
Robertson
Enviado por Robertson em 09/01/2012


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras